Categoria: Turismo

27 Fev 2024

A Quaresma na Cidade de Évora 2024

Como é habitual o Tempo de Quaresma é vivido de forma intensa na cidade de Évora.

Com organização das Paróquias da Cidade de Évora, estão agendados as seguintes celebrações e eventos:

14 de Fevereiro | Igreja do Carmo
18h15 – Eucaristia com a imposição das Cinzas, presidida pelo Senhor Arcebispo D. Francisco

17 de Fevereiro | Igreja de São Francisco
11h00 e 15h00 – Peça de Teatro «Meu Cristo Partido»

27 de Fevereiro | Igreja do Espírito Santo
21h15 – Catequese Quaresmal «Eucaristia e Sinodalidade»
(P. Miguel Gonçalves Ferreira)

3 de Março | Igreja do Espírito Santo
15h00 – Eucaristia seguida de Procissão do Senhor Jesus dos Passos

5 de Março | Igreja do Espírito Santo
21h15 – Catequese Quaresmal «Eucaristia e Vocações»
(P. Alberto Martins)

12 de Março | Igreja do Espírito Santo
21h15 – Catequese Quaresmal «Eucaristia e Oração»
(P. António Sant’Ana)

22 de Março | Da Igreja do Espírito Santo à Igreja São Francisco
21h00 – Via Sacra pela Cidade

 

 

 

07 Dez 2023

9 de dezembro, às 15h, em Vila Viçosa: Lançamento do Livro “Padroeira de Portugal. Mulher, Mãe e Rainha: 375 anos da coroação de Nossa Senhora da Conceição”

O Instituto da Padroeira de Portugal para os Estudos da Mariologia, vem publicamente dar conhecimento, que irá realizar o lançado do livro, “Padroeira de Portugal. Mulher, Mãe e Rainha: 375 anos da coroação de Nossa Senhora da Conceição”.

A obra coordenada pelos doutores Marco Daniel Duarte e José Paulo de Abreu, será apresentada no próximo dia 9 de dezembro, no Santuário de Nossa Senhora da Conceição em Vila Viçosa pelas 15 horas, com a presença de ilustres convidados, aberto ao público em geral.

Esta publicação é o resultado de um conjunto de estudos da autoria de investigadores nacionais e estrangeiros, apresentados durante o Congresso Internacional Mulher Mãe e Rainha, realizado em março de 2022 em Fátima, com diferentes contributos relativos às da Mariologia, da Teologia e da Bíblia; da Religiosidade Popular; das Associações de Fiéis e das Ordens Religiosas (impulsionadoras em tantos casos, da devoção à Virgem Maria); do Direito Canónico; da Antropologia e da Sociologia, História da Arte e da História da Igreja; da História de Portugal e até da História Universal.

29 Nov 2023

3 de dezembro: Igreja do Espírito Santo acolhe 3.º Concerto do Festival Internacional de Órgão de Évora

No próximo domingo, dia 3 de dezembro, às 17h00, na igreja do Espírito Santo, em Évora, é apresentado o terceiro de onze concertos do FIOE – Festival Internacional de Órgão de Évora, que se prolonga até 14 de julho de 2024.
A jovem eborense Alice Rocha revisita o órgão romântico da igreja do Espírito Santo, construído por Cavaillé-Coll, para interpretar obras de Cesar Frank, holandês nascido em Liège; de Jean-Adam Guilain, nascido na Alemanha e do francês Louis Vierne.
O 1º Festival Internacional de Órgão de Évora – FIOE é organizado pela igreja de S. Francisco – Paróquia de S. Pedro e tem como parceiros o Cabido da Sé de Évora e igreja do Espírito Santo. Surge na sequência lógica do avultado investimento feito na recuperação dos órgãos históricos por parte destas entidades.
O Festival pretende ser um grande evento, em que todos os órgãos serão tocados por organistas de carreira sólida e de referência internacional e nacional, bem como divulgar o trabalho de jovens organistas com a possibilidade de manifestar a qualidade da sua arte.
Os concertos vão decorrer ao longo de aproximadamente um ano com início a 15 de outubro de 2023 e término a 14 de julho de 2024. Este é o festival que mais puramente se relacionará com a cultura do património material e imaterial de Évora.
Para acompanhar toda a informação deste 1.º Festival Internacional de Órgão de Évora pode consultar o endereço electrónico:
fioe.igrejadesaofrancisco.pt
Todos os concertos têm entrada gratuita.

15 Out 2023

De 15 de outubro de 2023 a 14 de julho de 2024: Primeiro Festival Internacional de Órgão de Évora

O primeiro Festival Internacional de Órgão de Évora terá início a 15 de outubro de 2023 e término a 14 de julho de 2024. No total contará com apresentação 11 concertos interpretados por artistas estrangeiros e nacionais, informou a Igreja de São Francisco, entidade que organiza o Festival.

O primeiro concerto do Festival é no próximo domingo, 15 de outubro às 17H00, na igreja do Espírito Santo, com interpretação de “QUATRO VENTOS”, projeto atribuído aos músicos António Esteireiro e Gonçalo Pescada.

O 1º Festival Internacional de Órgão de Évora surge na sequência lógica do avultado investimento feito na recuperação dos órgãos históricos pela igreja de S. Francisco, Sé de Évora e igreja do Espírito Santo.

O festival pretende ser um grande evento, em que todos os órgãos serão tocados por organistas de carreira sólida e de referência internacional e nacional, bem como divulgar o trabalho de jovens organistas com a possibilidade de manifestar a qualidade da sua arte. Os concertos, no total de onze, serão a solo ou com os mais diversos conjuntos vocais e instrumentais. Pretende ainda dar a conhecer o trabalho dos músicos que profissionais ou amadores, exercem a sua atividade localmente ou que de Évora são naturais.
Este é o festival que mais puramente se relacionará com a cultura do património material e imaterial de Évora.


Os Órgãos da Cidade de Évora

Construídos entre os séculos XVI e XIX, e com uma história que abrange 322 anos, os órgãos da cidade de Évora têm reconhecimento nacional e internacional.

A nível nacional, Évora assume extraordinária importância ao possuir o mais antigo conjunto de dois órgãos da Europa que datam de 1562 e que se encontram na Sé, um deles recuperado.

Existem também órgãos da escola Hamburguesa de Arp Schnitger que datam de final do século XVII e primeira metade do século XVIII, da autoria de Hulenkampf.

Tem ainda um dos mais importantes conjuntos de órgãos do genovês Pascoal Caetano Oldovino, construídos para as mais importantes igrejas da cidade e reunidos na igreja de S. Francisco.
Por fim, um órgão de Aristide Cavaillé-Coll de 1884, que se encontra na Igreja do Espírito Santo.

De notar que todos os organeiros eram de origem estrangeira.

Pelas características apontadas, as instituições responsáveis pelos instrumentos, têm feito um investimento necessário e significativo para conservar e recuperar os órgãos.

Desta forma, a igreja de S. Francisco entre 2018 e 2022 recuperou os quatro instrumentos da sua responsabilidade, criando um espaço onde pela primeira vez no Alentejo se podem escutar quatro órgãos do mesmo organeiro, em conjunto.

O Cabido Eborense executou uma obra de conservação necessária no órgão renascentista e restaurou o órgão barroco.

Pretende ainda pelo seu significado, recuperar um instrumento que possui tubos do antigo órgão renascentista que se encontrava em frente ao atual, lamentavelmente desmantelado nos anos 40.

A Sé terá novamente a oportunidade de recuperar, ainda que não plenamente, a possibilidade de haver música a dois órgãos como acontecia no renascimento.

Mais recentemente a igreja do Espírito Santo em colaboração com a igreja de S. Francisco, restaurou o seu instrumento romântico de Cavaillé-Coll, num

trabalho de resultado primoroso e brilhante.

Todos os restauros foram feitos por organeiros com as mais altas competências internacionais e especialistas nas especificidades da época de cada um dos instrumentos.
Sobre o programa do Festival haverá actualizações permanentes em facebook.com/s.francisco.evora
13 Out 2023

De 15 de outubro de 2023 a 14 de julho de 2024: Primeiro Festival Internacional de Órgão de Évora

O primeiro Festival Internacional de Órgão de Évora terá início a 15 de outubro de 2023 e término a 14 de julho de 2024. No total contará com apresentação 11 concertos interpretados por artistas estrangeiros e nacionais, informou a Igreja de São Francisco, entidade que organiza o Festival.

O primeiro concerto do Festival é no próximo domingo, 15 de outubro às 17H00, na igreja do Espírito Santo, com interpretação de “QUATRO VENTOS”, projeto atribuído aos músicos António Esteireiro e Gonçalo Pescada.

O 1º Festival Internacional de Órgão de Évora surge na sequência lógica do avultado investimento feito na recuperação dos órgãos históricos pela igreja de S. Francisco, Sé de Évora e igreja do Espírito Santo.

O festival pretende ser um grande evento, em que todos os órgãos serão tocados por organistas de carreira sólida e de referência internacional e nacional, bem como divulgar o trabalho de jovens organistas com a possibilidade de manifestar a qualidade da sua arte. Os concertos, no total de onze, serão a solo ou com os mais diversos conjuntos vocais e instrumentais. Pretende ainda dar a conhecer o trabalho dos músicos que profissionais ou amadores, exercem a sua atividade localmente ou que de Évora são naturais.
Este é o festival que mais puramente se relacionará com a cultura do património material e imaterial de Évora.


Os Órgãos da Cidade de Évora

Construídos entre os séculos XVI e XIX, e com uma história que abrange 322 anos, os órgãos da cidade de Évora têm reconhecimento nacional e internacional.

A nível nacional, Évora assume extraordinária importância ao possuir o mais antigo conjunto de dois órgãos da Europa que datam de 1562 e que se encontram na Sé, um deles recuperado.
Existem também órgãos da escola Hamburguesa de Arp Schnitger que datam de final do século XVII e primeira metade do século XVIII, da autoria de Hulenkampf.

Tem ainda um dos mais importantes conjuntos de órgãos do genovês Pascoal Caetano Oldovino, construídos para as mais importantes igrejas da cidade e reunidos na igreja de S. Francisco.
Por fim, um órgão de Aristide Cavaillé-Coll de 1884, que se encontra na Igreja do Espírito Santo.
De notar que todos os organeiros eram de origem estrangeira.

Pelas características apontadas, as instituições responsáveis pelos instrumentos, têm feito um investimento necessário e significativo para conservar e recuperar os órgãos.
Desta forma, a igreja de S. Francisco entre 2018 e 2022 recuperou os quatro instrumentos da sua responsabilidade, criando um espaço onde pela primeira vez no Alentejo se podem escutar quatro órgãos do mesmo organeiro, em conjunto.

O Cabido Eborense executou uma obra de conservação necessária no órgão renascentista e restaurou o órgão barroco.

Pretende ainda pelo seu significado, recuperar um instrumento que possui tubos do antigo órgão renascentista que se encontrava em frente ao atual, lamentavelmente desmantelado nos anos 40.

A Sé terá novamente a oportunidade de recuperar, ainda que não plenamente, a possibilidade de haver música a dois órgãos como acontecia no renascimento.

Mais recentemente a igreja do Espírito Santo em colaboração com a igreja de S. Francisco, restaurou o seu instrumento romântico de Cavaillé-Coll, num
trabalho de resultado primoroso e brilhante.

Todos os restauros foram feitos por organeiros com as mais altas competências internacionais e especialistas nas especificidades da época de cada um dos instrumentos.
Sobre o programa do Festival haverá actualizações permanentes em facebook.com/s.francisco.evora
22 Set 2023

22 a 25 de setembro, em Viana do Alentejo: Feira D’Aires

De 22 a 25 de setembro, o multissecular Santuário de Nossa Senhora D’ Aires, em Viana do Alentejo, recebe a tradicional Feira D’ Aires, que já se realiza há 270 anos.

No âmbito religioso, cujo programa pode consultar no cartaz, destaque para o dia 24, pelas 11h, “Canto a Nossa Senhora”, com Ana Rita Santo (voz), José Campos e Sousa (voz, viola e composição) e com a participação de Margarida de Mello Moser. Ainda no domingo, dia 24, pelas 12h, Eucaristia festiva, e pelas 17h, Terço e Procissão, em volta do Santuário.

22 Set 2023

Senhor Jesus dos Aflitos celebrado em Évora

A Confraria do Senhor Jesus dos Aflitos (Vale de Côvo – Évora) realizou, de 15 a 17 de setembro, as multisseculares Festas em Honra de Santa Bárbara e do Senhor Jesus dos Aflitos, cujo Crucifixo é alvo de grande devoção popular.
No âmbito religioso, no dia 17 de setembro, domingo, pelas 17h00, foi celebrada Eucaristia, presidida pelo Arcebispo de Évora emérito, D. José Alves. A Confraria realizou ainda a tradicional Procissão, presidida pelo pároco, P. Manuel Vieira.
No âmbito cultural, as festas contaram ainda com várias atuações, sorteios e uma caminhada.

22 Set 2023

Elvas: Romaria do Senhor Jesus da Piedade realiza-se até 1 de outubro

As Festas em honra do Senhor Jesus da Piedade tiveram início nesta quarta-feira, dia 20 de setembro, e prolongam-se até dia 1 de outubro, no Parque da Piedade, contando com uma dimensão religiosa e profana, informou a Câmara Municipal de Elvas.

A romaria de São Mateus é uma das mais importantes do país e a maior a sul do Tejo. O programa dos festejos inclui cerimónias religiosas, das quais o destaque vai para a enorme Procissão dos Pendões, presidida pelo Arcebispo de Évora, D. Francisco Coelho, celebrada nesta quarta-feira, dia 20, pelas 18h30, e que é uma das maiores manifestações religiosas do país, atingindo, habitualmente, dois a três quilómetros de extensão.

A junção da parte religiosa e do profano, numa tradição de centenas de anos, fazem destas festividades um ponto de encontro de famílias, assim como de visitantes de todas as idades, atraindo milhares de pessoas dos concelhos em redor, e da vizinha Extremadura espanhola, vindo famílias até de Madrid.

Ainda no âmbito religioso, neste sábado, dia 23 de setembro, pelas 11h00, na igreja do Santuário do Senhor Jesus da Piedade, o Prelado eborense presidirá à Eucaristia pelos doentes.