Categoria: Cultura e Bens Patrimoniais

16 Jul 2024

8 a 26 de julho: Igreja de São Francisco organiza um Workshop de Música para crianças entre os 8 e os 12 anos de idade

Entre os dias 8 e 26 de Julho, a Igreja de São Francisco organiza um Workshop de Música para crianças entre os 8 e os 12 anos de idade. Esta atividade, de frequência gratuita e com vagas limitadas, pretende motivar as crianças ao ensino da música na área do canto e do órgão.

 

14 Jul 2024

14 de julho, às 17h00, na Igreja do Espírito Santo: Concerto de Encerramento da primeira temporada do FIOE – Festival Internacional de Órgão de Évora

Neste domingo, 14 de Julho às 17h00, na igreja do Espírito Santo, em Évora, realiza-se o Concerto de Encerramento da primeira temporada do FIOE – Festival Internacional de Órgão Évora, com a organista Alice Rocha e a oboísta Erika Maschke. Desde o primeiro encontro em 2019, Alice e Erika têm tocado regularmente juntas, tanto em instrumentos modernos quanto antigos. Em jeito de balanço, a organização salienta que esta primeira edição do Festival cumpriu os seus objetivos, com uma adesão assinalável, contabilizando cerca de 2.000 espectadores em 11 concertos gratuitos, que decorreram entre outubro de 2023 e Julho de 2024. Envolveu cerca de 40 interpretes, desde figuras internacionais e nacionais consagradas, amadores e interpretes locais de grande qualidade. Foram também encomendadas e interpretadas duas peças novas (P. Bernardino e G. V. Tannoia), que passarão a fazer parte e a enriquecer o repertório existente para órgão. Os 7 órgãos históricos do Festival (4 de S. Francisco, 2 da Sé e 1 do Espírito Santo), todos eles restaurados recentemente, possibilitaram e devolveram a Évora o esplendor da música de qualidade. Ver mais em fioe.igrejadesaofrancisco.pt e facebook.com/s.francisco.evora  
15 Jun 2024

16 de junho, às 18h, na igreja de São Francisco: Concerto de órgão com Gian Vito Tannoia e Rafael dos Reis

No dia 16 de junho às 18h00, na igreja de S. Francisco, o FIOE – 1º Festival Internacional de Órgão de Évora apresenta um concerto com o compositor, organista e acordeonista italiano Gian Vito Tannoia e o organista Rafael dos Reis.


Será apresentada em estreia a obra Leggenda Mexicana, para órgão e acordeão, de Gian Vito Tannoia.

11 Jun 2024

600 anos do Santuário de Nossa Senhora de Brotas: Romaria a cavalo e bênção dos animais (com fotos)

No dia 10 de junho, realizou-se o último dia da Romaria no âmbito da celebração dos 600 anos do Santuário de Nossa Senhora de Brotas.

Durante a manhã, decorreu a romaria a pé e a cavalo até à antiga Aldeia das Águias. No regresso, houve um momento de oração no cemitério e no lar de Brotas, culminando com a celebração da  Eucaristia campal, na qual aconteceu a bênção dos animais, presidia pelo Pároco, P. Nelson da Costa Fernandes.

 

09 Jun 2024

Sé de Évora: Concerto do organista italiano Lorenzo Ghielmi inaugurou o órgão barroco da Catedral, recentemente restaurado

REVEJA NESTE LINK O CONCERTO

Neste domingo, dia 9 de Junho às 18h00 na Sé de Évora, o FIOE – 1º Festival Internacional de Órgão de Évora apresentou o organista italiano Lorenzo Ghielmi, num concerto que inaugurou o órgão barroco da Catedral, recentemente restaurado.

Desde a segunda metade do século XVI que a escrita musical na Catedral de Évora é assente nas bases do “stile antico”, evoluindo para o novo estilo de infl uência italiana, composto pelos mestres da Sé a partir de meados do século XVIII. Contudo ambos os estilos coexistiam e eram prática comum na Sé durante todo o século XVIII.

Nesta perspetiva histórica Lorenzo Ghielmi, um dos mais importantes órgnistas da atualidade, apresenta um repertório baseado no estilo antigo instrumental, anterior ao órgão, e o novo estilo pós-barroco contemporâneo do órgão.

Apresenta-nos Frescobaldi, Zipoli Gonelli, Storacce e Sammartini, representantes da realidade “stile antico – nuovo stile” para órgão, juntamente com autores antigos da tradição ibérica, tais como Correa de Arauxo e Juan Cabanilles, numa simbiose entre passado e presente do repertório organístico barroco.

O órgão barroco, instalado em 1758, foi construído por Pascoal Caetano Oldovino tendo o entalhamento da caixa sido entregue a Luís João Botelho, resultando num dos mais importantes e esplendorosos trabalhados do pós-barroco português. Este órgão é um dos mais caros produzidos por Oldovino, tendo custado a quantia de um conto de reis.

Trata-se de um instrumento de notável qualidade do material sonoro, executado com o mais alto requinte e os mais luxuosos materiais, do que resulta um instrumento com sonoridade de grande contraste, entre o aveludado e o imponente.

A capela-mor da Sé de Évora, de gosto marcadamente italiano, é da autoria do arquiteto João Frederico Ludovice (Johann Friedrich Ludwig), aprovada por D. João V e completada em fevereiro de 1718.

Em julho de 1734 iniciaram-se os trabalhos da tribuna do órgão e a da tribuna real que se situa em frente. A cerimónia de sagração da capela ocorreu a 22 de maio de 1746, dia da dedicação da Catedral, tendo-se iniciado bem cedo, pelas sete horas da manhã.

PROGRAMA:

Girolamo Frescobaldi (1583 – 1643)
Toccata con il contrabbasso over pedale
Canzon dopo l’Epistola
Due Gagliarde
Francisco Correa de Arauxo (1576-1654)
Tres Glosas sobre el Canto Llano de la Immaculada Concepcion
Tiento XV de quarto tono
Bernardo Storace (1600-1664)
Battaglia
Balletto
Juan Cabanilles (1644-1712)
Tiento de falsas
Corrente italiana
Domenico Zipoli (1688-1726)
Sonata in re minore: Preludio, Allegro, Adagio, Allegro
Giovanni Battista Sammartini (1701-1775)
Sonata
Anónimo lombardo (XVIII secolo)
Sonata
Giuseppe Gonelli (1666-1740 ca.)

Sonata em fá maior

NOTA BIOGRÁFICA

Lorenzo Ghielmi tem dedicado anos ao estudo e à interpretação da música renascentista e barroca. É um dos grandes intérpretes das obras para órgão e cravo de Bach.

Realiza concertos por toda a Europa, Rússia, Japão, Coreia e Américas. Tem numerosas gravações radiofónicas e uma vasta discografi a (Passacaille, Winter & Winter, Harmonia mundi, Teldec).Publicou um livro sobre Nicolaus Bruhns, artigos e estudos sobre a construção de órgãos dos séculos XVI e XVII, sobre a interpretação das obras de Bach e de outros compositores do período barroco.

Leciona órgão, cravo e música de câmara na Civica Scuola di Musica di Milano. De 2006 a 2015, foi Professor de Órgão na Schola Cantorum em Basileia.

É o organista titular do órgão Ahrend da basílica de San Simpliciano em Milão, onde interpretou a obra completa para órgão de J.S. Bach.

Integra o júri de numerosos concursos internacionais de órgão e é responsável por palestras e masterclasses em importantes instituições musicais.

Supervisionou também a construção de vários órgãos novos, incluindo o grande instrumento da Catedral de Tóquio.

Em 1985, foi um dos fundadores do Giardino Armonico. Em 2005, iniciou o ensemble La Divina Armonia, com o qual tem realizado concertos em muitos festivais europeus e japoneses.
08 Jun 2024

600 anos do Santuário de N.ª Sr.ª de Brotas (com vídeo e com fotos)

Durante o corrente ano de 2024 estão a ser comemorados os 600 anos do Santuário de Nossa Senhora de Brotas, com diversas iniciativas.

Neste dia 8 de junho, no âmbito das comemorações, realizou-se uma Romaria ao Santuário de Nossa Senhora de Brotas, que teve como momento alto a celebração da Eucaristia, pelas 11h30, presidida pelo Arcebispo de Évora, D. Francisco Senra Coelho.

Os peregrinos partiram cedo de Mora e caminharam a pé até ao Santuário. Após a Eucaristia houve um momento de confraternização.

Ao longo do dia, houve ainda um concerto pelo Coro do Carmo (dirigido por Monsenhor António Cartageno) e uma conferência proferida pelo Prelado Eborense.

Em entrevista ao Podcast Ser Igreja (que poderá ser vista nos canais digitais da Arquidiocese), o Pároco, P. Nelson Fernandes, convida todos a participar na Romaria, informando ainda que no dia 10 de junho decorrerá uma Romaria a Cavalo àquele Santuário, com Missa campal, às 11h30, e Bênção do Gado.

23 Mai 2024

26 de Maio, às 17:00, na igreja do Espírito Santo, em Évora: Concerto com Johann Vexo

No dia 26 de Maio às 17:00 na igreja do Espírito Santo, o FIOE – 1º Festival Internacional de Órgão de Évora apresenta um concerto com Johann Vexo, um dos mais brilhantes e importantes interpretes de órgão da atualidade. O programa é inteiramente preenchido por obras de autores franceses, numa perfeita simbiose com o instrumento romântico de Cavaillé-Coll da igreja do Espírito Santo. O concerto tem entrada gratuita.

Alexandre Guilmant, César Franck e Charles-Marie Widor são nomes do mais alto gabarito da escola romântica francesa para órgão, tornando grande o instrumento de pequena dimensão da igreja do Espírito Santo de Évora.

Às obras destes grandes compositores, escolhidas por Vexo, junta-se uma adaptação da primeira Arabesque de Claude Debussy, marcando a adaptação das obras para piano como uma das características da linguagem romântica para órgão francês.

O órgão Cavaillé-Coll de Évora, que ganhou uma poderosa sonoridade após um avultado investimento na sua recuperação, soará enorme nas mãos deste virtuoso organista.

O 1º Festival Internacional de Órgão de Évora – FIOE é organizado pela igreja de S. Francisco – Paróquia de S. Pedro e tem como parceiros o Cabido da Sé de Évora e igreja do Espírito Santo. Surge na sequência lógica do avultado investimento feito na recuperação dos órgãos históricos por parte destas entidades.

O Festival pretende ser um grande evento, em que todos os órgãos serão tocados por organistas de carreira sólida e de referência internacional e nacional, bem como divulgar o trabalho de jovens organistas com a possibilidade de manifestar a qualidade da sua arte.

Irão ser escritas novas obras para os 4 órgãos de S. Francisco, pois o repertório para este tipo de agrupamento é escasso. Os concertos, no total de onze, serão a solo ou com os mais diversos conjuntos vocais e instrumentais. Pretende ainda dar a conhecer o trabalho dos músicos que profissionais ou amadores, exercem a sua atividade localmente ou que de Évora são naturais.

Os concertos vão decorrer ao longo de aproximadamente um ano com início a 15 de outubro de 2023 e término a 14 de julho de 2024. Este é o festival que mais puramente se relacionará com a cultura do património material e imaterial de Évora.

Todos os concertos têm entrada gratuita.